Mulheres na ciência: Marilena Chauí

Marilena Chauí é professora emérita de Filosofia na Universidade de São Paulo e uma das mais prestigiadas intelectuais brasileiras, se você não a conhece leia a matéria

Filósofa e Historiadora- Profa.Marilena de Souza Chauí (1941)

Paulistana do início dos anos 1940, filha de um jornalista e uma professora, Marilena Chauí iniciou sua relação com a academia nos anos 1960 na graduação da USP e deu seguimento a todos seus estudos nos anos posteriores nessa mesma universidade, apenas saindo para o doutorado na França no início dos anos 70.

Atualmente além de livre docente é professora titular da USP, tendo pesquisas de enfoque em História da Filosofia Moderna e em Filosofia Política.

Além do grande trabalho acadêmico e intelectual, Maria Chauí está intimamente ligada às questões das políticas do país, sendo co-fundadora do PT nos anos 1980 e participando na secretaria de cultura da prefeitura de São Paulo no final dos anos 1987, junto com a então prefeita da época Luiza Erundina.

Principais conceitos chave trabalhados pela autora:

  • Poder
  • Política
  • Modernidade
  • Burguesia
  • Espinosa
  • Liberdade
  • Estado

Quer saber um pouco mais sobre essa intelectual? Leia:

Obras:

 Convite à filosofia (1995).

Introdução à história da filosofia: dos pré-socráticos a Aristóteles (2002).

Simulacro e poder: uma análise da mídia (2006). 

Iniciação à filosofia (2011). 

 A ideologia da competência (2014).

ENTREVISTAS E PALESTRAS

Marilena Chaui – Roda Viva (1989) – Parte 1 – YouTube

Marilena Chaui – Roda Viva (1989) – Parte 2 – YouTube

Espaço, tempo, mundo virtual | Marilena Chauí – YouTube

Resenha sobre a Marilena Chauí

A ideologia da competência, por Maurício Silva.

Brasil: mito fundador e sociedade autoritária, por Marcelo Pen).

Prémios e Títulos:

1981 – Prêmio do melhor livro brasileiro de não-ficção para ‘Cultura e Democracia. O discurso competente e outras falas’, Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA).

1992 – Ordem de Honra ao Mérito pela Política do Livro, Câmara Brasileira do Livro.

1992 – Ordre des Palmes Académiques, Presidência da República da França.

1994 – Prêmio Jabuti – para Convite à Filosofia’, como melhor livro didático, Câmara Brasileira do Livro.

1995 – Ordem do Mérito, Ministério da Educação e Cultura da República Árabe da Síria.[19]

1998 – Homenagem prestada à obra e à ação político-acadêmica com Colóquio Nacional “Liberdade e Democracia”., Universidade Federal do Paraná – Universidade de São Paulo (NEDIC).

1999 – Prêmio Sérgio Buarque de Holanda – melhor livro brasileiro de ensaios, ‘A nervura do real’, Biblioteca Nacional.

2000 – Prêmio Jabuti para o melhor livro brasileiro de humanidades, A nervura do real, Câmara Brasileira do Livro.

2000 – Prêmio Multicultural Estadão – pela obra cultural e filosófica e pelo livro ‘Nervura do real’, O Estado de S. Paulo.

2002 – Homenageada com o Colóquio Lire Spinoza depuis le questions de la plèbe et de la multitude, Universitè de Paris 8, França.

2003 – Título de Doctor Honoris Causa da Universidade de Paris VIII – França.

2004 – Título de Doctor Honoris Causa, Universidad Nacional de CórdobaArgentina.

2007 – Título de Doutor Honoris Causa, Universidad Nacional de San Juan, San Juan, Argentina.

2008 – Título de Doutor Honoris Causa, Universidade Federal de Sergipe, Sergipe, Brasil.

2011 – Homenagem com o Congresso Internacional “República e Democracia”, Universidade São Paulo, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Departamento de Filosofia.

2017 – Prêmio Jabuti para o melhor livro brasileiro de humanidade, A nervura do real II, Câmara Brasileira do Livro.

2017 – Título de professora emérita da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.

2018 – Título de Doctor Honoris Causa, Universidade de Brasília – Brasília.

Fontes:

https://web.archive.org/web/20071113190738/http://www2.fpa.org.br/portal/modules/news/index.php?storytopic=514.Consultado em 22 de março. 2022

https://web.archive.org/web/20071211084414/http://literatura.moderna.com.br/literatura/catalogo/verTitulo?id_titulo=10020807.Consultado em 22 de março. 2022

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4727003P3.Consultado em 22 de março. 2022

Especial Marilena Chaui». http://www.revistas.usp.br. Cadernos Espinosianos. 2017. ISSN 2447-9012. Consultado em 22 de março. 2022

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s